• Apresentação
  • Antecedentes
  • Objetivos
  • Métodos
  • Atividades
  • Infra-Esturtura
  • Equipe
  • Participações
  • Bibliografia

Apresentação

A região do litoral paranaense há muito é frequentada por pessoas de diversas partes do pais e de fora dele. Observa-se que a maioria dos visitantes tem como meta prioritária chegar na beira da praia e entrar em contato com as águas do Oceâno Atlântico. Porém, a vontade de querer molhar o pé no mar a qualquer custo, faz com que as pessoas "passem por cima" dos diversos ecossistemas e comunidades presentes na região, ignorando o fato de que esse comportamento acaba por degradar o local visitado. Obviamente, a chance do visitante encontrar o local degradado na próxima visita é grande. Isso afetará sua experência e o forçará a buscar lugares "menos sujos". Fazer isso é seu direito, mas a questão de fundo é que o hábito de uso continua o mesmo, e o impacto se alastra.

Diante desta constatação, o Projeto Litoral Nota Cem vem realizando a 22 anos um trabalho de informação e interpretação ambiental para grupos de estudantes que visitam o litoral do Paraná, procurando mostrar que na região não existe só praia, mas um mosaico de ecossistemas interconectados que compõem uma das regiões mais preservadas do litoral brasileiro. Ecossistemas esses, tão importantes e tão interessantes quanto a praia.


Antecedentes

O Projeto Litoral Nota Cem iniciou seus trabalhos no Centro de Estudos do Mar (CEM), instituo de pesquisa, ensino e extensão da Universidade Federal do Paraná. Inaugurado como Centro de Biologia Marinha em 1982, está instalado no balneário de Pontal do Sul, município de Pontal do Paraná. Desde o início, o CEM sempre foi alvo do interesse das instituições de ensino em visitá-lo. Entretanto, a visita era conduzida sem nenhuma preocupação pedagógica, onde as turmas recebiam uma palestra sobre a Antártica, visitavam um laboratório e em seguida, retornavam para a escola. Além de receber muito pouca informação sobre o litoral paranaense, havia o agravante de que o pesquisdor que atendia os grupos nos laboratórios não estava preparado para repassar a informação técno-científica a qual estava trabalhando, dificultando o entendimento dos ouvintes.
Então, em 1997, sob responsabilidade técnica do Dr. José Claro da Fonseca Neto, foi elaborado o Projeto Litoral Nota CEM, com o objetivo de corrigir essas deficiências de comunicação. A partir de então, o grupo passou a ser recepcionado com uma palestra sobre o ambiente do litoral paranaense, tratando dos seus aspectos naturais e socioculturais, e as visitas aos laboratórios foram substituídas pela visita aos ecossistemas onde os laboratórios desenvolviam seus trabalhos, como manguezal, praias e costões rochosos do complexo Estuarino de Paranaguá. Para tanto, foi elaborado um conjunto de atividades que visam explorar e demonstrar as peculiaridades regionais através da interpretação ambiental, uma tradução do conhecimento científico para o popular, auxiliando as pessoas a compreenderem a importância da região e qual é a maneira correta de "estar" no maior trecho contínuo da floresta Atlântica brasileira.

A partir do segundo semestre de 2016 o Projeto Litoral Nota Cem passa a receber os grupos em sua sede, situada próxima ao CEM, onde os participantes passam a contar com uma infra-estrutura mais adequada para os trabalhos de campo, como um pequeno museu com espécie da fauna coteira e espaço de vestiário para as atividades de manguegzal.

Até o momento, tiveram a oportunidade de conhecer um dos locais mais preservados da costa brasileira, mais de 22,5 mil participantes. Estes, oriundo de 159 instituições de ensino fundamental e médio e 28 instituições de ensino superior, principalmente do Estado do Paraná, mas também de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul, bem como grupos de fora do país.


Objetivo Geral

 


Estimular o desenvolvimento de ATITUDES e VALORES que contribuam com a conservação dos recursos naturais
presentes no litoral do Paraná, estimulando os estudantes na busca do conhecimento e entendimento
dos aspectos naturais e culturais presentes na região, adquiridos por meio de atividades participativas
com finalidade educacional (FORMAL e NÃO FORMAL).

Objetivos Específicos

 



Oferecer o apoio logístico para a instituição realizar
a saída de campo com seus alunos;



Auxiliar o professor a contextualizar os conteúdos vistos em sala de aula por meio de atividades multi e interdisciplinares;
 



Revelar a estrutura e o funcionamento
dos principais ecossistemas do litoral paranaense;



Promover o ecoturismo, divulgando seus princípios e objetivos e
mostrando suas práticas para os estudantes e moradores;



Aproximar os alunos às comunidades tradicionais e sua cultura,
estimulando os valores e práticas para sua preservação.

Métodos

Com o propósito de propiciar vivências no ambiente, o Projeto Litoral Nota CEM desenvolveu ATIVIDADES PRÁTICAS que conduzem os participantes pela realidade natural e cultural do litoral paranaense, de forma direta, ativa e crítica. Por meio de saídas de campo pela região do Complexo Estuarino de Paranaguá, essas atividades permitem que os participantes se apropriarem dos processos científicos para construírem conceitos e ligações entre eles de forma a compreender os fenômenos e os acontecimentos observados e, deste modo, contribuír para um melhor conhecimento, compreensão e domínio do mundo que os rodeia.

Essas atividades envolvem situações e vivências variadas de observação e análise de comunicação e expressão, de intervenção e trabalho de campo. Estas situações potencializam aprendizagens diversas nos domínios cognitivos (aquisição de conhecimentos, de métodos de estudo, de estratégias cognitivas) e afetivo-social (trabalho cooperativo, atitudes, hábitos).

 

Dos conhecimentos, capacidades e atividades resultarão competências de saber (conhecimentos cognitivos), de saber-fazer (observações, consulta a mapas, localização, interpretação de códigos, métodos de estudo...) e saber-ser (respeito pelo patrimônio, defesa da natureza, manifestações de solidariedade).

A intenção do Projeto Litoral Nota CEM é fazer com que essas atividades possam ser integradas ao processo educacional em curso na instituição, servindo de meio para se atingir um objetivo maior, ao mesmo tempo que facilita e otimiza a organização da saída de campo para a instituição, visto que várias disciplinas podem aproveitar o esforço da turma em campo para realizar tarefas previamente definidas em sala por diversas disciplinas. (clique aqui para ver a interface curricular entre as disciplinas)

Propõem-se, portanto, que a saída de campo seja organizada de modo a envolver vários professores da instituição, sem que, necessariamente, todos façam a viagem. Essas aulas podem ser utilizadas em projetos pedagógicos escolares e acadêmicos, servindo de meio para se atingir os objetivos trabalhos em bimestres e semestres.

Os professores não precisam parar sua programação para trabalhar os conteúdos apresentados no Projeto, mas sim que expliquem as relações entre ambos e as incluam como conteúdos de sua área, articulando a finalidade da saída de campo com as questões tratadas, trazendo para os conteúdos e para a metodologia da área a perspectiva do tema. É possível e desejável que conhecimentos aprendidos em vários momentos sejam articulados em torno do tema Ambiente de modo a explicitá-lo e dar-lhe relevância.

O desenvolvimento das ATIVIDADES são indicadas para todos os níveis de ensino, e estão organizadas em AULAS PASSEIO e ESTUDOS DIRIGIDOS.


Atividades

O Projeto Litoral Nota CEM foi elaborado com base nas recomendações da Lei de Diretrizes e Bases (LDB, 1996) e dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN, 1998; 1999), vindo de encontro a necessidade das instituições de ensino em realizar trabalhos práticos fora do ambiente escolar, utilizando para isso atividades de Estudo do Ambiente e Interpretação Ambiental.

ESTUDO DO AMBIENTE

 

Segundo os PCNs (1997), o Ambiente pode ser entendido como "um conjunto de elementos, acontecimentos, fatores e ou processos de diversas índoles, que ocorrem em seu entorno, e no qual a vida e a ação das pessoas tem lugar e adquirem significado.

O ambiente desempenha um papel condicionante e determinante na vida, na experiência e na atividade humana, ao mesmo tempo que sofre transformações contínuas como resultado dessas mesmas atividades.

Uma das maneiras de se entender o ambiente, é através de atividades de Estudo do Ambiente. Estas atividades propiciam a observação e análise dos fenômenos, dos fatos e das situações, permitindo uma melhor compreensão dos mesmos e que propicia intervenções críticas em seus domínios. Uma intervenção crítica significa ser capaz de analisar e conhecer as condições e as situações em que somos afetados pelo o que acontece ao nosso redor (BRASIL, 1996, 1998).


Atividades de Estudos do Ambiente se constituem, então, em um elo de ligação entre a teoria e a prática; entre o conhecimento técno-científico e o popular. É uma maneira de conduzir os participantes a uma melhor compreensão dos fenômenos que acontecem no seu entorno imediato, bem como a uma reflexão sobre a ação predatória do ser humano no ambiente, sensibilizando para a necessidade da modificação do comportamento em escala individual e coletiva, utilizando sempre, uma abordagem interdisciplinar.

Atividades de Estudo do Ambiente conseguem promover experiências de aprendizagem que levam ao desenvolvimento de competências específicas no âmbito da área disciplinar das atividades envolvidas por parte dos participantes. Nestas experiências de aprendizagem estão presentes diversos níveis do conhecimento humano sobre o ambiente. Desta forma, estão envolvidos desde a experiência sensorial direta até os conceitos mais abstratos; desde a comprovação pessoal até o conhecimento do testemunho, da informação e do ensino de outros; desde a apreensão global daquilo que o cerca até a captação analítica dos diversos elementos que o integram ao ambiente.

O desenvolvimento das competências em diferentes níveis de ensino passa pela interrelação destas com as competências das outras áreas disciplinares e não disciplinares e ainda com as competências gerais, implicando na:
  • Mobilização e utilização dos saberes específicos das áreas que o integram (conceitos e vocabulário específico; instrumentos materiais e tecnológicos; construção de mapas);

  • Mobilização e utilização dos saberes das outras áreas disciplinares, principalmente a língua portuguesa (registro de uma observação; resumo de um texto recolhido; escrita ou reescrita do texto temático individual ou coletivamente; discussão dos caminhos a seguir; organização da informação e decisão sobre a melhor forma de apresentar) e da matemática (organização de dados por categorias em quadros, tabelas e ou gráficos de barra; leitura e elaboração de planilha e mapas);

  • Mobilização e utilização dos saberes das áreas curriculares não disciplinares;

  • Estudo acompanhado (pesquisa e seleção da informação; utilização e consulta em dicionário e outras fontes; elaboração de regras para a organização individual e coletiva; várias formas de recursos para apresentação do trabalho individual e utilização adequada de instrumentos e materiais).

INTERPRETAÇÃO AMBIENTAL

O método utilizado pelo Projeto Litoral Nota CEM para realizar as atividades com os alunos procura traduzir a linguagem científica disponível sobre o Litoral do Paraná, para a linguagem comum das pessoas, facilitando a compreensão das informações, denominado de Interpretação Ambiental (TILDEN, 1977).

A Interpretação Ambiental consiste em atividades educativas, cujo propósito é o conhecimento do significado dos recursos naturais e culturais através de aspectos originais, por experiência direta ou por meios ilustrativos, ao invés do simples comunicar de sua significância ou importância.

 


A Interpretação Ambiental segue os princípios propostos por Tilden (1977) e Milano (1999):
    • Procura tratar dos significados, inter-relações e questionamentos, além de fornecer a informação, pois a interpretação é uma forma de comunicação que vai além da informação;

    • Relaciona os objetos de divulgação ou interpretação com a personalidade ou a experiência das pessoas a quem se dirige;

    • Procura promover a satisfação e aproveitamento dos participantes;

    • Procura combinar várias habilidades sejam científicas, históricas ou artísticas para explicar os temas, utilizando todos os sentidos para construir conceitos e estimular o indivíduo;

    • Procura realçar os pontos insignificantes, despertando a curiosidade dos participantes. Não se detém a instrução, mas também a provocação, motivando a participação de todos;

    • Todos os temas apresentados estão inter-relacionados, procurando-se tratar do todo, em conjunto;

    • É dirigida para todos os níveis de ensino.

Todavia, o sucesso da interpretação ambiental e suas dinâmicas, exercícios e trabalhos com grupos ao ar livre, só atingem uma dimensão educativa quando estão imbuídos de uma essencialidade pedagógica, caso contrário, ficam reduzidos a meros passatempos sem sentido e sem projeção social (BARROS, 2000), levando a perda da legitimidade e intencionalidade dos processos educativos (SERRANO, 2000).

Ao participar de uma atividade de interpretação Ambiental, o indivíduo tem a possibilidade de utilizar-se de todos os sentidos. Neste processo, todo o conhecimento adquirido previamente em sala de aula pode ser reconstruído de maneira holística, pois uma saída para um ambiente natural permite o desenvolvimento de um trabalho transversal e interdisciplinar, oferecendo uma experiência completa de construção de conhecimento de diversas disciplinas (BRASIL, 1998; 1999). A articulação dos vários e interconectados saberes disciplinares, constitui o eixo temático e pedagógico do PLNC. Segundo Ferreira e Coutino (2000), “aprende-se mais em experiências vivenciadas”.


Infra-Estrutura

Para o desenvolvimento das atividades o Projeto Litoral Nota CEM se utiliza da infra-estrutura turística (hospedagem, alimentação e transporte) disponível na região do litoral paranaense, considerada um importante destino turístico nacional e internacional.

Restaurantes

As refeições são realizadas em restaurantes da região. Na maioria, o cardápio é variado, sempre com um fruto do mar e uma opção de carne.


Pousadas

A hospedagem é feita em pousadas na Ilha do Mel e/ou na Ilha de Superagui. Todas são construídas em madeira, excessão aos banheiros e cozinha. A maioria possui quartos coletivos para 2, 4 e 6 pessoas com banheiro privativo. Também servem todas as refeições.


Transporte Aquático

Nos roteiros que envolveram o deslocamento até as ilhas e regiões internas na baía, são utilizadas as embarcações que fazem o transporte regular de pessoas para a Ilha do Mel, administrado pela Associação de Barqueiros do Litoral Norte de Paraná (ABALINE).
São embarcações adaptadas a tarefa, com capacidade variando entre 55 a 99 passageiros. As embarcações são frequentemente vistoriadas pela Capitania dos Portos de Paranaguá, sendo obrigadas a respeitar todas as normas de segurança para a atividade. São equipados com coletes salva-vidas para todos os passageiros, bote salva-vidas, rádio PX, sinalização de navegação noturna e banheiro (nem todas). Todos os barqueiros são habilitados para a tarefa.

Transporte Terrestre

Nos roteiros que incluem a visita a RPPN Salto do Morato em Guaraqueçaba, é necessário a utilização de ônibus para percorrer os 20 km que separam a reserva da sede do município. O veículo é o mesmo utilizado para realizar transporte escolar do município.


Equipe

O projeto é coordenado por José Claro da Fonseca Neto. Formado em Biologia pela UFPR, especialista em Ecoturismo pelo IBEPEX (2001), mestre em Zoologia pela UFPR (1995) e doutor em Meio Ambiente e Desenvlviemto Costeiro pela UFPR (2007)

Tem experiência de cinco anos no ensino fundamental e médio da rede pública. Desde 2004, integra o corpo docente do curso especialização em Gestão Ambiental do Itecne de Curitiba. Atuou como professor substituto no curso de graduação em Ocenografia da UFPR, ministrando aulas de Educação Ambiental em 2009, e Meio Ambeinte e Desenvovimento e Economia Ambiental em 2013. Desde 2007, ministra a disiciplina optativa de Turismo e Natureza como Professor Convidado no Curso de Graduação em Ocenogradia/UFPR.

Os monitores que participam do projeto são oriundos dos cursos de graduação em Oceanografia e Tecnologia de Aquicultura do CEM/UFPR, com experiência em trabalhos de campo na região do Complexo Estuarino de Paranaguá.

Participações


Em 16 anos de atividades, mais de 160 instituições de ensino fundamental, médio e supeiror já trouxram seus alunos para participar das atividades do Projeto Litoral Nota CEM.

Instituições do ensino fundamental e médio

INSTITUIÇÃO

ORIGEM

ANO

NÍVEL DE ENSINO

Academia Militar do Guatupê Curitiba/PR 1997 médio
Mbya Guarani  Aldeia Pindoty Paranaguá/PR 2017 misto
ASSITEC
Paranaguá/PR 1998, 2005 fundamental
Associação Educacional Decisivo
Curitiba/PR 2002 médio
APAE
Matinhos/PR 1997, 1998 portadores de necessidades especiais
CEAD/SESI 
Curitiba/PR  1999 médio
Centro Estadual de Educação Agrícola Lapa/PR 2011, 2012 técnico
Centro Estadual de Educação Profissional Curitiba/PR 2010, 2011, 2013 técnico em meio ambiente
Centro Estadual de Educação Profissional Newton Freire Maya Pinhais/PR 2013 técnico em meio ambiente
Colégio Adventista 
Paranaguá/PR  1999 fundamental
Colégio Adventista Centenário Curitiba /PR 2011, 2012 fundamental e médio
Colégio Águia Pato Branco/PR 2009, 2010 Médio
Colégio  Alliança
Francisco Beltrão/PR 2004, 2006, 2007,
2008, 2009, 2010, 2011
médio
Colégio  Alternativa
Curitiba/PR 2003 fundamental
Colégio Anchieta
Paranaguá/PR 2000 médio
Colégio Amaral

Curitiba/PR 1997 médio
Colégio Anglo Bittar Curitiba/PR 1997, 1998,
1999, 2000, 2001
fundamental
Colégio Ateneu Londrina/PR 2005, 2007, 2008, 2013, 2014, 2015, 2016 médio
Colégio Beraldo Campina Grande do Sul/PR 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2017 fundamental
Colégio Bom Pastor Curitiba/PR 1998 fundamental
Colégio Campo Sales Campina Grande do Sul/PR 1997 médio
Colégio CEC Cia Norte/PR 2007, 2008, 2010 fundamental
Colégio Cidadão do Amanhã Piraquara/PR 2013 2014, 2015, 2016, 2017 fundamental
Colégio Cristo Rei Marechal Cândido Rondon/PR 2012, 2013, 2014 fundamental
Colégio Educar Araucária/PR 2011,2012 médio
Colégio Expressão Pontal do Paraná/PR 2004 fundamental
Colégio Decisivo Curitiba/PR 2002, 2004 fundamental
Colégio Diocesano João Paulo I Porecatú/PR 1998, 2000, 2001,
2002, 2004
médio
Colégio Divina Providência Curitiba/PR 2002, 2003 médio
Colégio Diocesano Leão XIII Paranaguá/PR
1997, 2010, 2011 fundamental
Colégio Diocesano Porecatu/PR 2004 médio
Colégio Dom Bosco Curitiba/PR 1997, 2007 médio
Colégio Dunamys Curitiba/PR 2015, 2016 fundamental
Colégio Educar Araucária/PR 2011,2012 médio
Colégio Erasto Gertner Curitiba/PR 2001 médio

Colégio Evangélico Jerusalém

Paranaguá/PR 2011, 2018 fundamental
Colégio Fayal Itajaí/SC 2013 médio
Colégio Francisco Zarnardo Curitiba/PR
1997
médio
Colégio Graciosa Quatro Barras/PR 2003 médio
Colégio HBC Palmas /PR 1997 fundamental
Colégio Ideal S.J. dos Pinhais/PR
2000, 2001, 2003,
2004
médio
Colégio Imaculada Conceição Curitiba/PR 2012, 2013 médio
Colégio Incomar Toledo/PR 2001 médio
Colégio Integral Curitiba/PR 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 2015, 2016, 2017, 2018, 2019

fundamental, e médio
Colégio Israilita Curitiba/PR 1997,2012 fundamental
Colégio Jardim Alegre Telemaco Borba /PR 1997 médio
Colégio La Salle Toledo/PR
2000, 2002, 2004, 2006
médio
Colégio Leão XIII Paranaguá/PR 1999, 2005, 2006, 2007, 2018 médio
Colégio Madalena Sofia Curitiba/PR 2017 fundamental e médio
Colégio Medianeira Curitiba/PR 2005, 2006 fundamental
Colégio Madre Clélia Curitiba/PR 2012 fundamental
Colégio Mafrense Mafra -SC 1997 médio
Colégio Menino Jesus Colombo/PR 2012, 2013 médio
Colégio Marista Curitiba/PR 1999, 2011,2012 médio
Colégio Marista Ponta Grossa/PR 2002 médio
Colégio Martinus Curitiba/PR 2002 fundamental, médio
Colégio N. S. da Glória Francisco Beltrão 2000 médio
Colégio Paulo Leminski Curitiba/PR 1999 médio
Colégio Pirâmide do Saber Curitiba/PR 2000 fundamental
Colégio Princesa Isabel Cerro Azul /PR 1999 médio
Colégio da Polícia Militar Curitiba/PR 1998, 1999, 2009 fundamental, médio
Colégio N. S. da Assunção Santa Helena /PR 1997 médio
Colégio N.S. de Belém Guarapuava/PR 2002, 2003, 2004, 2010 médio
Colégio N. S. da Esperança Curitiba/PR 2000, 2001, 2002, 2003 fundamental
Colégio N. S. da Glória Francisco Beltrão/PR 2000 médio
Colégio Vicentino N. S. das Graças Pato Branco/PR 2003, 2004, 2018 médio
Colégio N. S. do Rosário Paranaguá/PR 1999 básico
Colégio N.S. do Sion Curitiba/PR 2003 médio
Colégio Oficina da Criança Curitiba/PR 2000 fundamental
Colégio OPET Curitiba/PR 1999 médio
Colégio Pela Lanteli Curitiba/PR 1997 médio
Colégio Pirâmide do Saber Curitiba/PR 2000 fundamental
Colégio Polivalente Apucarana/PR 2014 médio
Colégio Positivo Jaguariaiva /PR 1998 médio
Colégio Positivo Telemaco Borba /PR 1998 médio
Colégio Precisão Curitiba/PR 1999 fundamental e médio
Colégio Princesa Isabel Cerro Azul/PR 1999,2001 médio
Colégio Prof. Faria Sobrinho Paranaguá/PR 1997 fundamental
Colégio Sant Michel Curitiba/PR 2000 fundamental
Colégio São Francisco Ponta Grossa/PR 2013 fundamental
Colégio São José Curitiba/PR 2001 fundamental e médio
Colégio SESI Araucária/PR 2012 médio
Colégio SESI Carambei/PR 2014 médio
Colégio SESI Curitiba/PR 2018 médio
Colégio Sagrado Coração de Jesus Curitiba/PR 2002 médio
Colégio Sion Curitiba/PR 2018 fundamental
Colégio Spei São José dos Pinhais/PR 1999 fundamental e médio
Colégio Suíço Brasileiro Pinhais/PR 1998, 1999, 2002, 2013, 2014 fundamental e médio
Colégio Vicentino São José Curitiba/PR 2014, 2017, 2018 médio
Colégio Estadual Algacyr M. Maeder Curitiba/PR 1999, 2001 médio
Colégio Estadual Barão de Antonina Rio Negro/PR 1997 médio
Colégio Estadual Barão do Cerro Azul Curitiba/PR 2004 médio
Colégio Estadual Costa Viana S.J dos Pinhais/PR 1997, 2000 médio
Colégio Estadual Didio A.de C.Viana Paranaguá/PR 2000 fundamental
Colégio Estadual Duque de Caxias      
Colégio Estadual Ezequiel Pinto da Silva Pontal do Paraná/PR 1997 básico
Colégio Estadual Estado Unidos da América Paranaguá/PR 1997, 2000 fundamental
Colégio Estadual Francisco Zardo
Curitiba/PR
2000 médio
Colégio Estadual Homero Batista de Barros Curitiba/PR 1998 médio
Colégio Estadual Humberto de Alencar Castelo Branco Santa Helena/PR 2002, 2004, 2005 médio
Colégio Estadual Ivone Pementel Curitiba/PR 2006 médio
Colégio Estadual Jardim Maracanã Toledo/PR 2013, 2016 médio
Colégio Estadual
Jardim porto Alegre
Toledo/PR 2018 médio
Colégio Estadual João Plat Marilândia do Sul/PR 2000 médio
Colégio Estadual Joaquim de Oliveira Franco Mandirituba/PR 1998, 1999 médio
Colégio Estadual José Bonifácio Paranaguá/PR 1997 fundamental e médio
Colégio Estadual Lea Germano Guaratuba/PR 2000 fundamental
Colégio Estadual Máximo Atílio Curitiba/PR 1999 médio
Colégio Estadual Natália Reginato Curitiba/PR 1997,2000 fundamental, médio
Colégio Estadual Neston Freire Maya   2015  
Colégio Estadual N.S. da Glória Francisco Beltrão/PR 2000 médio
Coleegio Estadual Paulo Leminski Curitiba/PR 2006 médio
Colégio Estadual Pedro Macedo Curitiba/PR 1999 fundamental
Colégio Estadual do Paraná Curitiba/PR 2001 médio
Colégio Estadual Polivalente Ponta Grossa 2014 médio
Colégio Estadual Presidente Vargas Telêmaco Borba 2000 médio
Colégio Estadual Presidente Castelo Branco - PREMEM Toledo/PR 2016, 2017, 2018 médio
Colégio Estadual Princiesa Isabel Cerro Azul 2001 médio
Colégio Estadual Protássio de Carvalho Curitiba/PR 2000 fundamental
Colégio Estadual Prof. Vidal Vanhoni Paranaguá/PR 1999 médio
Colégio Estadual Prof. Regina Tokano Iraí/PR 1997 médio
Colégio Estadual Regina de Mello Paranaguá/PR 2000 fundamental
Colégio Estadual Senhorinha M. Sarmento Curitiba/PR 1999 médio
Colégio Estadual São Cristóvão S.J. dos Pinhais/PR 2000 fundamental
Colégio Estadual São José Lapa/PR 2001 médio
Colégio Estadual Sen. Alencar Guimarães Curitiba/PR 2000 médio
Colégio Estadual Segismundo Falarz Curitiba/PR 2002 médio
Colégio Estadual Silveira da Mota S. J. dos Pinhais/PR 2003 médio
Colégio Estadual Sully da RosaVilarinho Pontal do Paraná/PR 1999 fundamental
Colégio Estadual Tenente Spriguel Pinhais/PR 1997, 1998, 2001 fundamental
Colégio Estadual Tereza Silva Ramos Matinhos/PR 2000 fundamental
Colégio Estadual Terra Boa Campina Grande do Sul/PR 1999 fundamental e médio
Colégio Estadual Teotônio Vilela Santa Helena/PR 2016 funamental
Colégio Estadual Vicente da Costa São José dos Pinhais/PR 2004 médio
Colégio Estadual Vidalgo Vanhone Paranaguá/PR 2001 fundamental
Colégio Estadual Zilah dos Santos Batista Paranaguá/PR 1998, 2000 fundamental
Colégio Municipal Anita Miró Vernalha Pontal do Paraná/PR 2001 fundamental
Colégio Municipal Iziquel Pinto Pontal do Paraná/PR 1998 básico
Comitiva Paraná/ Japão Japão 2000  
CPEA Palmas/PR 1999 superior
Escola Adventista de Paranaguá Paraguá/PR 2000 fundamental
Escola Alfa Curitiba/PR 1997 fundamental
Escola Alternativa Curitiba/PR 2003 fundamental
Escola Anjo da Guarda Curitiba/PR 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2018 fundamental
Escola Ari Drich Nova Londrina/PR 1998 médio
Escola Bandeirantes
Curitiba/PR
1999 médio
Escola Cidadã Curitiba/PR 2012 fundamental
Escola Construtiva Campina Grande do Sul/PR 2011, 2012, 2013 2014, 2015, 2016, 2018 fundamental
Escola Desafio Ponta Grossa /PR 1998, 1999, 2000 fundamental
Escola Expressão Pontal do Paraná/PR 2004 fundamental
Escola Interativa Curitiba/PR 2012 fundamental
Escola Internacional Curitiba/PR 1999,2004 médio
Escola Municial Profª Zélia Pontal do Paraná/PR 2017 fundamental 1
Escola Nova Era Pontal do Paraná/PR 2006 fundamental
Escola Pequno Príncipe Matinhos/PR 2003 fundamental
Escola Projeto 21 Curitiba/PR 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 fundamental
Escola RM Paranaguá/PR 2013, 2014, 2017 fundamental
Escola Santa Terezinha Ponta Grossa/PR 2014 fundamental
Escola Terra Firme Curitiba/PR 2002 fundamental
Escola Tia Paula Curitiba/PR 1998 fundamental
Escola Estadual Hélio de Souza Pontal do Paraná/PR 1999 fundamental

Escola Estadual Ivone Pimentel

Curitiba/PR 2006 fundamental
Escola Estadual Maria Helena Luciano Pontal do Paraná/PR 1999 fundamental
Escola Estadual São Francisco Paranaguá/PR 1999 fundamental
Escola Hiram Rolim Lamas - COPEL Antonina /PR 1998 fundamental
Escola Municipal Anita Miró Vernalha Pontal do Paraná/PR 1999, 2001 fundamental
Escola Municipal Bemvinda de Miranda Lopes Corrêa
Pontal do Paraná/PR
1998 básico
Escola Municipal José de Anchieta Paranaguá/PR 2001 fundamental
Escola Municipal Leôncio Correa Paranaguá/PR 2002 fundamental
Escola Municipal Profa. Caetana Paranhos Matinhos /PR 1997 fundamental
Escola Municipal São Francisco Paranaguá/PR 1998 fundamental
Escola Municipal Waldir Becker Toledo/PR 2018 fundamental
Grupo de Escoteiros Curitiba/PR 1999  
Igreja Evangélica Livre São Paulo/SP 1999  
Instituto de Educação Caetano Munhoz da Rocha Neto Paranaguá/PR 2002, 2004 médio
Instituto de Educação Infanto Juvenil Londrina/PR 1997, 2003 fundamental
Instituto Nova Terezinha Nova Lima /PR 1998 fundamental
Mandovi Ecoturismo Campo Grande/MS 1998, 1999, 2001, 2002 fundamental
Núcleo de Educação Paranaguá/PR 2014 Professores de Ciências e Biologia
Projeto Formando Cidadão Paranaguá/PR 1998 fundamental
Rotary Club Taguará Paranaguá/PR 1999  
SESI Araucária/PR 2012  
SEI Curitiba/PR 2002 fundamental
SESI Palmas/PR 2012  
Sindicato de Guias de Turismo do Paraná Curitiba/PR 2001 Profissional

 

Instituições do ensino superior

INSTITUIÇÃO

ORIGEM

ANO

CURSO

Antioch College
USA 1997, 1998, 1999  
Bagozzi, Pós-Graduação Curitiba/PR 2004, 2005, 2006,
2008, 2009,
Gestão Ambiental
CELIN UFPR Curitiba/PR 2015 Português para estrangeiros
CESULON
Londrina/PR  1999 Biologia
CESUMAR Maringá/PR 2009 Biologia
CEFET
Curitiba/PR 1999, 2000,2002,
2003, 2004, 2005, 2006
Tecnologia de Alimentos, normal, química ambiental
FAFI Palmas/PR 2000 Biologia
FAFIJAN Jandaia do Sul/PR 2010, 2011, 2012 Biologia, Geografia
Faculdade Assis Chatobrian Assis Chatobrian/PR 2009 Geografia
Faculdade Estadual de Ciencias e Letras de Campo Mourão Campo Mourão/PR 2004, 2005 Biologia, Geografia
FAFICOP - Faculdade de Ciências, Letras e Filosofia Cornélio Procópio/PR 1998, 2001 Biologia
FAG - Faculdade Assis Gurgacz Cascavel/PR 2004, 2005, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017 Biologia, Agronomia, Enfermagem
FAFIMAN Mandaguari/PR 2008, 2009, 2010, 2011 Biologia, Engenharia de Pesca
FAFIPA Paranavaí/PR 2001, 2006 Ciências
FAFIPAL Palmas/PR 2001 Biologia
FAP - Faculdade de Apucarana Apucarana/PR 2013 Biologia
Instituto de Ensino Superior Camões Curitiba/PR 2004
Gestão Ambiental
Instituto Federal Paranaguá/PR 2008 Aquacultura
ITECNE Curitiba 2010, 2011 Gestão Ambiental
Michigam State Universit USA 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004  
Núcleo Regional de Educação Cornélio Procópio/PR 1999  
Núcleo Regional de Educação Piraquara/PR 1999  
Professores China 1997  
PUC Toledo/PR 2009, 2010,2011, 2012,
2013, 2014, 2015, 2016, 2019
Biologia
PUC Porto alegre/RS 1999 superior
UEL Londrina/PR 1997, 2000, 2011 Biologia, PDE
UEM Maringá /PR 1997, 1998, 2002, 2003 Biologia
UEM Goioerê 2011 Biologia
UEPG Ponta Grossa/PR 1997,2000, 2001, 2007, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 Física, Biologia, Geografia
UFPR Curitiba/PR 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006 vários
UFFS Realeza/PR 2012 Biologia
UFMS Três Lagoas/MS 2010 Biologia
UNC Caçador /SC 2002 Biologia
UNESP Presidente Prudente/SP 2001 Geografia
UNIANDRADE Curitiba/PR 2009 Geografia
UNIARP Caçador/SC 2012  
UFFS Realeza/PR 2012  
UNICENTRO Cia Norte/PR 2001 Biologia
UNICENTRO Irati /PR 1998, 1999,
2001, 2002, 2004, 2005
Biologia
UNICENTRO Guarapuava/PR 2000, 2002 Biologia
UNIJUI Ijuí/RS 2000 Biologia
UNIMEO Assis Chatobrian/PR 2006 Biologia
UNIOESTE Guarapuava/PR 2000 Biologia
UNIOESTE Toledo/PR 1999, 2000, 2001,
2005, 2008, 2009
Eng. de Pesca
UNIOESTE Cascavel/PR 2014 Biologia
UNIPAR Assis Chatobrian/PR 2007 Biologia
UNIPAR Paranavai/PR 2006, 207 Biologia
UNIPAR Cia Norte/PR 2001 Biologia
UNIPAR Francisco Beltrão/PR 2005, 2006 Biologia
UNIPAR Toledo/PR 1999,2000, 2001, 2005,
2006, 2007, 2008, 2009,
2011,2012
Biologia
UNIPAR Umuarama 2001, 2002, 2005 Biologia
UNIVILE Joinvile/SC 1999, 2011, 2013 Biologia
UTFPR Santa Helena/PR 2016, 2017, 2018 Biologia
UTFPR Ponta Grossa/PR 2009, 2010 técnico



Bibliografia

ALLIEVI, J. 2000. Elaboração de roteiros ecoturísticos . Curitiba, 14f. Apostila digitada do curso de Especialização em Ecoturismo - IBEPEX

Andrigueto-Filho, J.M. (2000) Os sistemas de produção pesqueira no litoral do Paraná. Cadernos do Litoral 3, PROBIO. SPVS:Curitiba. 33-36.

ANGULO, J.R. (1992). Geologia da Planície Costeira do Estado do Paraná.Tese de doutorado. USP/Instituto de Geociências.

BEHR, M. 1998. Guarakessaba – Paraná – Brasil: passado, presente, futuro. São Paulo. Empresa das Artes. 141p.

BIGARELLA, J.J. (1978) A Serra do Mar e a Porção Oriental do Estado do Paraná. Curitiba: Secretaria de Estado do Planejamento do Paraná e Associação de Defesa e Educação Ambiental.

BIGARELLA, J.J.; BECKER, R.D. & SANTOS, G.F. dos. 1994. Estrutura e origem das paisagens tropicais e subtropicais. Vol. 1 – fundamentos Geológicos-geográficos, alteração química e física das rochas. Relevo cárstico e dômico. Ed.UFSC. Florianópolis. 425p.

BRASIL, 1998. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro equarto ciclos: apresentação dos temas transversais / Secretaria de Educação fundamental. Brasília: MEC/SEF. 436p.

BRASIL, 1999. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetrso Curriculares Nacionais: ensino médio. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica/Secretaria de Educação Fundamental. Brasília:Ministério da Educação. 364p.

Britez, R.M. e Silva, S.M (2000) A ilha do Mel no contexto ambiental e conservacionista do litoral paranaense. Cadernos do Litoral 3, PROBIO. SPVS:Curitiba. 26-28.

DAHL, A.L. 1990. Field work in marine ecology for secundary schools in tropical countries. Paris UNESCO. Division of Marine Sciences (Tradmar Programe). 160p.

DIAS, G.F. 1994. Educação Ambiental: princípios e práticas. São Paulo Ed. Gaia 4 ed.

FERREIRA, L.F. & COUTINHO, M.C.B. 2000. Educação ambiental em estudos do Meio: a experiência da Bioma Educação Ambiental. In: A Educação pelas Pedras: ecoturismo e educação ambiental. São Paulo. Chronus. 190p.

FONSECA NETO, J.C. (2007) Ecoturismo no litoral do Paraná: caminhos e descamminhos. Tese de doutorado. Meio Ambiente e Desenvolvimento. UFPR. 250p.

FÓRUM DAS das ONGs-ECO-92. 1992 Tratado de educação ambiental para sociedades sustentáveis e responsabilidade global. Apostila digitada

HEAT, R. 1987. Impact of trampling and reacreational activities on littoral active zone – a literature review. [S.l.] Institute for Coastal Research. Report Number 15. 42p.

IPARDES – Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (1989) Zoneamento do litoral paranaense. Curitiba.

KRUL,R. (2004) Aves marinhas Costeiras do Paraná. In: Aves Marinhas Insulares: Bioecologia e Conservação. UNIVALI/SC.

LINDBERG,K. 1995. Ecoturismo: um guia para planejamento e gestão. São Paulo. SENAC. 292p.

MAROTI, P.S. 1997. Persepção e Educação Ambiental voltadas à uma Unidade de Conservação (Estação ecológica de Jataí, Luiz antônio, SP). São Carlos/SP. Dissertação de Mestrado em Ecologia e Recursos Naturais. Universidade Federal de São Carlos.

NOVELLI, R.1997. Aves marinhas costeiras do Brasil (Identificação e Biologia). Editora Cinco Continentes. Porto Alegre .

PARANÁ (2006) Subsídios ao Ordenamento das áreas Estuarina e Costeira do Paraná : Projeto Gesão Integrada da Zona Costeira do Paraná com ênfase na área Marinha; Programa Nacional de Meio Ambiente - PNMA II; (orgs) Castella, R. M.B.; Castella, P.R.; Figueiredo, D.C.S.; Queiroz, S.M.P. Curitiba: SEMA. 144 p.

QUADROS, C.J.L.; NOERNBERG, M.A. & LAUERT,L.F.C. DGPS and GIS used as tools for the analysis and modelling of beach ridges on the brazilian south coast of Brazil. 2000. In: XIX ISPRS congress (International society for Photogrammetry and Remote Sensing). Amsterdam Archives – CD-ROM, Vol.XXXIII, no. B7/3, comissão VII,p.1199-1205.

TAKLAHASHI, L.Y. 1999. Bases para a recreação, capacidade de carga e limite aceitável de câmbio – LAC.. In: Manejo de Áreas Naturais Protegidas. Universidade Livre do Meio Ambiente. 68-103.

TILDEN, F. 1977. Seleciones de "Interpretando Nuestra Herencia". CATIE, Turrialba, Costa Rica.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. 2000. Relatório de Atividades do Projeto de Extensão Universitária Litoral Nota CEM. Curitiba, 75p.

VASCONCELOS, J.M.O. 1997. Educação Ambiental como Instrumento de Educação. In: Educação Ambiental para Educadores do Litoral do Paraná.
FUNDAÇÃO O BOTICÁRIO DE PROTEÇÃO À NATUREZA. Paranaguá,PR.

VENTOSA, V.J. 1998. Manual del monitor de tiempo libre. CCS. Madri, Espanha.450p.

Sanqueta, C.R. (2005) Os Números Atuais da Cobertura Florestal do Paraná. Disponível em <http://www.ambientebrasil.com.br/composer.php3?base=./florestal/index.html&conte udo=./florestal/artigos/cobertura_florestal.html> Acesso em novembro de 2005.

SICK, H. 1997 Ornitologia brasileira. Nova Fronteira. Rio de Janeiro

SILVA, A S. (2001) Estrutura e dinâmica de comunidades epifíticas de habitats artificiais e suas relações com os fatores ambientais na plataforma rasa do estado do Paraná. Tese de Doutorado, Depto. de Zoologia, UFPR. 165p.

Versão para impressão


Desenvolvido e mantido por José Claro da Fonseca Neto
© 2019 - Ano XXIII - Todos os direitos reservados