Pesca

 

 

 

 

 

Aconteceu
Aconteceu

Pesca no litoral paranaense

A pesca que ocorre no litoral do Paraná considerada de pequena escala ou ARTESANAL, com pouca expressão no cenário nacional, entretanto, foi responsável por mais de 90% da produção desembarcada na costa no final do século XX.

Um pouco mais de 60 vilas de pescadores, rurais e urbanas, estão distribuídas no interior das baías e na frente oceânica (exceção a Morretes), constituindo desde pequenos povoados inacesíveis por terra, até bairros urbanos.

O número de pescadores no litoral do Paraná, registrados no DPA/SEA em 2006P, foi de 4.277, onde os maiores contigents foram encontrados em Guaratuba (900), Guaraqueçaba (1.096) e Paranaguá (1.001). Estima-se na época, a população diretamente envolvida com a pesca estava entre 11 mil a 13 mil pessoas.

Dados baseados em ANDRIGUETTO FILHO et al (2006)

Recursos Utilizados

A pesca na região está baseada em recursos de ocorrência geral, concentrando-se na:
Marumbi coleta de ostras, sururus, caranguejos e siris, nas regiões de mangue no interior das baías de Paranaguá e Guaratuba;
Marumbi captura do camarão branco no interior das baías;
Marumbi captura do camarão sete-barbas e branco na plataforma costeira rasa;
Marumbi captura de peixes no interior fora das baías;

 


Outros recursos são capturados de maneira localizada:
Marumbi tainha e robalo ao longo das praias arenosas;
Marumbi sardinha no interior das baías de Paranaguá e Laranjeiras;
Marumbi manjubas nas baías de Guaraqueçaba e Pinheiros;
Marumbi pesca submarina ocorrendo próximo aos pontos de costão rochoso dentro e fora das baías.
Aconteceu
Desembarques e Comercialização
Aconteceu

O desembarque na região é composto por 1% de moluscos, 23% de peixes e 76% de crustáceos. Os camarões sete-barbas e branco são a pesca de mairo volume e valor. O camarão sete barbas responde por 63% do pescado desembarcado no litoral do Paraná.

O desembarque da produção é realizado em vários locais ao longo da costa, com uma concentração em Guaratuba e Paranaguá, onde se encontram as salgas e peixarias de grande porte.

Os pescados são comercializados por meio de atacadistas locais (salgas e peixarias), mercados municipais, mercados comunitários e várias bancas espalhadas pela praia.


NORMAS E CONFLITOS

As legislações insidentes sobre a pesca referem-se principalmente à:
Marumbi defeso do camarão sete-barbas e branco: 31 de março a 31 de maio;
Marumbi Proibição de qualquer tipo de pesca de arrasto por porta, a menos de uma milha náutica;
Marumbi Proibição o arrasto pelo sistema de parelhas e a pesca de cerco, por qualquer embarcação, a menos de cinco milhas náutica da costa (Instrução Normativa no 29 de 06/12/04)

 

Os conflitos existentes se relacionama a questões internas ao sistema de produção pesqueira, e as questões externas.

Questões Internas
Marumbi pescadores paranaenses X grandes barcos de outros estados;
Marumbi barcos arrasteiros de camarão locais X demais modalidades de pesca de plataforma;
Marumbi pesca do camarão branco dentro das baías X fora das baías;

 


Questões Externas
Marumbi proteção à biodiversidade X pesca de menor escala;
Marumbi especulação imobiliária X abandono das áreas de pesca e desalojamento.

 

PRINCIPAIS TIPOS DE BARCOS

touch_appClique na imagem para informações mais detalhadas,

Canoa

Canoa de um Pau Só

Baleeira

Baleeira ou Bateira

Bote

Bote

Traineira

Traineira


ARTES E PETRECHOS DE PESCA

A atividade de pesca artesanal no litoral paranaense é bastante diversificada em função da variedade de ecossistemas presentes e da sazonalidade da ocorrência dos recursos explorados, dando origem a uma grande variedade de artes e equipamentos de pesca. Destacam-se o arrasto de fundo e as redes de emalhe para caceio e fundeio.

Cerco Fixo

Cerco Fixo

Arrasto

Ararsto de Praia

paraná

Tarrafa

Gerival

Gerival

Fundeio

Fundeio

Caceio

Caceio

Espinhel

Espinhel

Arrasto

Arrasto de Fundo


PRINCIPAIS RECURSOS PESQUEIROS UTILIZADOS

Já foram identificadas mais de 72 espécies (19 famílias) de interesse comercia na região, correspondendo a 27 tipos de recursos pesqueiros, denominados por 56 nomes populares.

Algumas Características dos Recusros
Marumbi 32 espécies são capturadas pelas redes de arrasto de fundo, 23 espécies em redes de emalhe, 20 espécies em linhas de mão, 20 espécies em espinhel, 10 espécies em rede de cerco, 5 espécies em tarrafas e 4 espécies em artes de anzol.
Marumbi 35 espécies apresentam uma estratégia de crescimento médio, 21 espécies crescimento lento e 17 espécies crescimento rápido;
Marumbi 52 espécies tem o comprimento máximo de 9 a 99 cm, 16 espécies de 100 a 199 cm e 4 espécies com comprimento maior que 200 cm;
Marumbi 46 espécies transitam entre a costa e as baías, 16 espécies preferem o ambiente costeiro, 7 espécies o ambiente de plataforma e 2 espécies vivem nas ba’as;
Marumbi 26 espécies preferem viver próximas ao fundo e 46 ocupam a coluna d'água;
Caranguejo

Caranguejo

Camarão 7 Barbas

Camarão 7 Barbas

Camarão Branco

Camarão Branco

Linguado

Linguados

Tainha

Tainhas e Paratis

Badejo

Badejos

Pescada

Pescadas

Robalo

Robalos

Espada

Peixe Espada

Anequim

Anequim

Cações

Tubarão Martelo

Oveva

Oveva

Anchova

Anchova

Salteira

Salteras

Manjuba

Manjubas

Betara

Betaras

Bagres

Bagres

Galo

Peixes Galo

Garoupas

Garoupas

Paru

Garoupa

Corvina

Corvina

Barracuda

Barracudas

Cavala

Cavalas

Porco

Peixes Porco


Consulta Comlementar

paraná paraná paraná
Assine nosso Informativo e fique por dentro das notícias sobre as regiões costeiras do planeta.
Mostre ao mundo que você faz parte desse projeto sensacional!

Quer saber mais? Fale diretamente com a gente pelo WhatsApp!

navigation